Técnicas utilizadas na Fisioterapia na DTM


>



 http://stillbilbao.com/wp-content/uploads/2014/07/Fisioterapia-Conservadora-2-600.jpg

A articulação temporomandibular (ATM) é certamente uma das mais complexas articulações, sendo uma das mais usadas no corpo humano, pois se move de 1500 a 2000 vezes por dia por ser responsável por funções importantes como mastigar, falar, bocejar, deglutir e respirar.

A ATM é formada pelos côndilos convexos da mandíbula e pela fossa mandibular (fossa glenóide), ou seja, possui uma superfície articular levemente côncava e outra ligeiramente convexa que permite que as duas articulações temporomandibulares entrem em um plano perpendicular entre si, formando uma única unidade.

Disfunção temporomandibular (DTM) é uma denominação genérica das desordens dolorosas orofaciais, que envolve queixas de dor sobre a região da articulação temporomandibular (ATM), fadiga nos músculos da mastigação, limitação dos movimentos mandibulares, dores para a abertura e fechamento da boca e presença de ruídos articulares; sintomas muito comuns na população. Sua causa é multifatorial, mas os principais fatores causadores de DTM são a tensão muscular, o estresse, a má oclusão dentária e a postura inadequada.

Técnicas utilizadas na fisioterapia na articulação temporo-mandubular:

• Avaliação ATM e Postural;
Relaxamento Muscular Endobucal (Masséter, Pterigóideos Medial e Lateral, Temporal);
• Relaxamento Muscular cervico-cranio-mandibulares (Trapézio, Escalenos, Esternocleidomastoideo, Infra-hioideos, Supra-hioideos entre outros)
• Liberação articular da cervical alta e baixa com mobilizações
• Liberação articular da ATM com mobilizações
• Manobras Intra-orais
• Drenagem Linfatica Facial
• Inibição Muscular Reflexa
• Osteopatia, Mulligan
• Terapia Neural


Share on Google Plus

About Faça Fisioterapia

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.
    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários:

Postar um comentário