A cervicalgia costuma ser insidiosa, sem causa aparente. Mas raramente se inicia de maneira súbita, em geral está relacionada com movimen...

Cervicalgia e Disfunção na ATM podem estar ligadas



image.png

A cervicalgia costuma ser insidiosa, sem causa aparente. Mas raramente se inicia de maneira súbita, em geral está relacionada com movimentos bruscos do pescoço, longa permanência em posição forçada, esforço ou trauma e até mesmo alterações da ATM (articulação têmporo-mandibular). O paciente com cervicalgia geralmente relata uma melhora quando está em repouso e exacerbação da dor com o movimento.

A fadiga localizada na musculatura que estabiliza a coluna pode ocorrer com a atividade repetitiva ou esforço intenso. Há uma chance maior de lesão nas estruturas de suporte da coluna quando há fadiga dos músculos estabilizadores. Desequilíbrios entre força e flexibilidade e força da musculatura de ombro e pescoço produzem forças assimétricas sobre a coluna e afetam a postura.

A maioria das pessoas que sofre estresse postural na cabeça e no pescoço, sente tensão e fadiga nos músculos extensores cervicais (trapézio superior e eretor cervical da espinha), assim como nos músculos levantadores da escápula (que mantêm a postura das escápulas).

O sistema estomatognático, responsável pela mastigação, fonação, deglutição e respiração, está diretamente conectado ao sistema muscular por intermédio dos músculos da abertura da boca e do osso hióide, que apresenta um papel importante como pivô entre a ATM e o pescoço.

As disfunções temporomandibulares também chamadas de distúrbios craniomandibulares constituem um conjunto de doenças que afetam não somente a articulação temporomandibular (ATM), mas também as áreas extrínsecas às articulações

A mandíbula fora da posição normal, por exemplo, altera a posição do crânio com a coluna cervical e toda a coluna vertebral, podendo causar dores faciais, dores de cabeça, dores lombares, dores nas pernas e pés.

As disfunções no crânio, na cervical e na face são muito frequentes, e normalmente estão associadas a fatores de estresses emocionais, traumas e posturais evoluindo para um processo temporário ou permanente na mandíbula

A coluna cervical (pescoço) sofre influência direta com as articulações dos ossos do crânio. A má postura no ambiente de trabalho e nas atividades da vida diária, além dos aspectos emocionais, como o estresse, afeta a funcionalidade da ATM e do pescoço, merecendo particular atenção de uma equipe multidisciplinar.

Na prática clínica do fisioterapeuta é comum lidar com situações na qual podem existir relatos de cervicalgia e cefaléia, associados, e que quando o tratamento é direcionado para cervicalgia, a cefaléia diminuiu ou desaparecia.

É preciso ter bastante atenção quando um paciente chega ao consultório relatando dor na ATM ou dor na cervical. Correlacionar os dois fatores só pode fazer o tratamento ter mais sucesso e o fisioterapeuta cumprir mais rápido seus objetivos.

Até a próxima!
Gostou o texto? Nos siga nas redes sociais: Instagram, Facebook e Twitter



Quer anunciar neste blog?
Mande uma mensagem no Whatsapp clicando aqui

Quer sugerir uma pauta?
Mande uma mensagem no Whatsapp clicando aqui ou um email clicando aqui

Indicação de Cursos de FISIOTERAPIA para mudar sua carreira:

Poste um Comentário

0 comentários:

Faça Fisioterapia