A Fisioterapia é uma profissão que tem como foco a recuperação física de pessoas com inúmeras patologias de origem musculoesqueléti...

Exercícios de Fisioterapia podem ser muito úteis contra a DTM

A Fisioterapia é uma profissão que tem como foco a recuperação física de pessoas com inúmeras patologias de origem musculoesquelética, neurológica, cardiopulmonar e uroginecológica que se manifestam basicamente por dois sintomas: dor e perda de função.

Exemplo de Exercícios de Mobilização Cervical

Ela se utiliza de uma extensa gama de recursos para tratar os mais diversos acometimentos:  a crioterapia, uso de gelo para diminuição da dor; e a termoterapia, uso de compressas quentes; recursos eletroterápicos e fototerápicos (lasers, raios infravermelhos e ultravioleta); a tão conhecida massoterapia (uso de massagens); e cinesioterapia, que consiste em alongamento, exercícios de fortalecimento muscular, ginástica passiva, etc.; além de vários métodos difundidos como: RPG, Pilates, Quiropraxia, Osteopatia, Hidroterapia, Bobath, Kabat e muitos outros. Cada recurso ou método visa restabelecer e/ou facilitar o equilíbrio físico.

Paciente com desvio de abertura bucal. Observe como os dentes centrais estão desalinhados.

Na DTM, a fisioterapia tem um papel fundamental no alívio de muitos dos sinais e sintomas como: dor na ATM relacionada ao movimento, dores musculares na face e pescoço, limitação dos movimentos da ATM e cervicais, alterações de postura (principalmente postura de cabeça), estalido articular da ATM e algumas cefaléias.

Mobilização Intrabucal

Se fôssemos realizar, por exemplo, um tratamento fisioterápico em um paciente que apresenta estalo e limitação de movimento das ATMs, primeiramente deveríamos submetê-lo a uma avaliação do grau do estalido (graus 1, 2 ou 3), do equilíbrio dos músculos da mastigação pela palpação e a testes específicos, da amplitude da limitação articular, dos desvios de abertura e da postura de cabeça. Posteriormente no tratamento poderiam ser utilizados mobilização articular intra-bucal, ou seja, movimentação manual da articulação para aumento da amplitude de movimento; exercícios para potencializar a contração e favorecer a coordenação muscular com o objetivo de evitar desvios de abertura e indiretamente diminuir o estalido; exercícios posturais para corrigir postura anterior e desvios laterais de cabeça; técnicas quiropráticas para aumentar a amplitude de movimento cervical (se estiver diminuída); além de outros recursos que podem variar com os sintomas e grau de acometimento de cada paciente.

Exercício Para Ganho de Abertura Bucal

Exercício Para Fortalecimento Muscular

O objetivo de todo o tratamento fisioterapeutico é equilibrar a musculatura que envolve a ATM e o sistema mastigatório, aliviar as dores ocasionadas pela DTM, reestabelecer as funções musculares e a amplitude articular, prevenir o aparecimentos de outros sinais e sintomas, promover uma mudança de comportamento no paciente, dando-lhe consciência funcional e postural; e proporcionando-lhe uma melhoria significativa no seu quadro de disfunção e consequentemente na sua qualidade de vida.

Importante

A Fisioterapia sozinha não vai resolver o seu problema de DTM. É fundamental que o fisioterapeuta faça parte da equipe que trata a disfunção e seja um ativo complementar ao tratamento. Converse com o seu dentista.

Fonte: Dra Simone Carrara.

Retirei daqui

0 comentários:

A disfunção temporomandibular (DTM) abrange um determinado número de problemas clínicos que envolve a musculatura mastigatória, a articulaçã...

Efeitos dos exercícios terapêuticos na disfunção tempôro mandibular

A disfunção temporomandibular (DTM) abrange um determinado número de problemas clínicos que envolve a musculatura mastigatória, a articulação temporomandibular (ATM), as estruturas associadas ou ambas.

Cerca de 70% da população geral tem pelo menos um sinal de DTM, no entanto apenas uma em quatro pessoas com sinais é conhecedora destes e o reportam como um sintoma. Das pessoas que apresentam um ou mais sinais de DTM, somente 5% procuram tratamento.

A etiologia da DTM possui caráter multifatorial decorrente de diversos fatores que modificam o equilíbrio estático e dinâmico dos componentes do sistema craniocervicomandibular.

A DTM pode ocorre em todas as faixas etárias, mas a sua maior prevalência é entre 20 e 45 anos. A incidência é maior no sexo feminino, principalmente em idade  reprodutiva, diminuindo após a menopausa, sugerindo uma participação de hormônios reprodutivos no desenvolvimento e manutenção da DTM.

Além disso, indivíduos portadores de DTM apresentam alterações posturais, como anteriorização de cabeça, protusão e rotação interna de ombros, as quais podem estar relacionadas com o desequilíbrio da sinergia dos músculos da mastigação, os auais podem alterar como anteriorização de cabeça, hiperlordose cervical e protusão de ombros.
A etiologia da DTM pode estar relacionada à tensão emocional, a distúrbios e interferências oclusais, às alterações posturais, à disfunção da musculatura mastigatória, às mudanças intrínsecas das estruturas que compõem a articulação temporomandibular, ou ainda, à combinação desses fatores, caracterizandouma sintomatologia de difícil diagnóstico e tratamento, envolvendo manifestações dolorosas e incoordenação de movimentos.

Esta disfunção é caracterizada como uma síndrome que apresenta uma variedade de manifestações clínicas como dor articular, restrição de movimento, ruídos articulares, cefaléia, dor local crônica, otalgia, tinitus, dor na musculatura mastigatória, dor na coluna cervical, desvio mandibular, travamento na abertura da boca e mudanças na postura da cabeça.

Para Lopes e Rode , é difícil determinar o diagnóstico, pois há dificuldades em correlacionar a etiologia das disfunções e os sintomas. Entretanto, a identificação precoce dos sinais e sintomas das DTM é importante, pois podem evitar complicações futuras e tratamentos mais complexos e muitas vezes desnecessários, ou seja, o diagnóstico preciso torna-se decisivo para o sucesso do tratamento evitando piores conseqüências aos pacientes acometidos com a disfunção.

Wong e Cheng  descrevem que a DTM é um diagnóstico não específico que representa um grupo de condições  dolorosas que afeta a ATM e a musculatura que controla a mastigação.

A abordagem do tratamento da DTM é de caráter interdisciplinar e multidisciplinar que conta com a participação de profissionais fisioterapeutas, odontólogos, médicos, fonoaudiólogos e psicólogos que visam, no tratamento, reverter e/ou aliviar os sinais e sintomas dos pacientes acometidos com  esta patologia.

Para Kogawa et al., um dos profissionais de grande importância no tratamento da DTM é o fisioterapeuta que é o responsável por tratar os problemas musculoesqueléticos por meio do tratamento dos sintomas, da etiologia, dos fatores de predisposição e eventualmente o tratamento dos eventos patológicos, antecedidos por uma detalhada avaliação da ATM e das estruturas relacionadas.

Segundo McNeely, Olivo e Magee, Michelotti et al.  e Kogawa et al., o tratamento fisioterapêutico tem o objetivo de aliviar a dor músculo esquelética, reduzir a inflamação e
restaurar a função motora oral, o que leva a diminuição da administração de medicamentos a fim de combater a dor apresentada.

Veja o artigo completo

0 comentários:

Faça Fisioterapia