Bruxismo pode desencadear problemas até na coluna cervical


>





Desgastes nos dentes, raiz exposta, restaurações que quebram com frequência, dentes permanentes moles, retrações na gengiva e até dores na cervical podem ser sinais de que você tem bruxismo. A patologia é uma disfunção da articulação temporomandibular (ATM) que acomete as pessoas, na grande maioria das vezes, durante a noite.

“Além de dores na face, na cabeça, o bruxismo pode causar a destruição total do dente”, destacou o cirurgião dentista da Ortoben e membro da Associação Gaúcha do Sono Bernardo Godolphin. O especialista também explica que o bruxismo pode ser desencadeado por diversos motivos, desde problemas genéticos, quando toda família apresenta bruxismo, estresse, problema de arcada dentária (geralmente, apresentada por crianças quando estão trocando os dentes).

O bruxismo é uma patologia do sono, ainda que as pessoas possam fazer os movimentos característicos de ranger os dentes (bruxismo excêntrico) ou de apertar os dentes (bruxismo cêntrico) durante o dia. Ainda que seja uma ação involuntária, o segundo é mais fácil de ser controlado, ao menos durante o dia, quando a pessoa consegue perceber que está apertando os dentes por causa da dor.

Segundo o cirurgião dentista e especialista em ortopedia funcional dos maxilares Roberto Backx Martins, se a pessoa fizesse bruxismo a noite inteira, acordaria, praticamente, sem os dentes, pois eles seriam totalmente cerrados devido a força da mordida. “Diversos pacientes dizem que outras pessoas observaram durante um bom período o seu sono e não viram nenhum movimento característico do bruxismo. Mas isso acontece porque ninguém faz bruxismo durante todo o período em que dorme. Apenas alguns momentos são o suficiente para desgastar o dente e provocar dores”, finalizou.

Principais fatores que desencadeiam o bruxismo

Estresse, interferências oclusais (caracterizada por uma mordida cruzada ou por um dente que ficou alto depois de uma obturação, por exemplo), respiração bucal, que resseca a mucosa oral e faz com que a boca faça os movimentos de ranger para estimular as glândulas salivarias, alterações psicológicas e a genética pode desencadear a patologia.

Dores na coluna por causa do bruxismo

O bruxismo, decorrente da respiração bucal, pode provocar, até mesmo, problemas na coluna. As dores na cervical, relacionados ao posicionamento da língua: ponta da língua na papila incisiva (atrás dos dentes superiores da frente) e o dorso da língua no céu da boca. Quando a pessoa respira pela boca precisa, necessariamente, baixar a língua e no momento em que ela está baixa, para que seja possível a respiração, a cabeça precisa ser projetada para frente o que altera a posição da coluna cervical. Esse movimento da cabeça provoca dores na cintura escapular, coluna dorsal, na lombar e inversão de curva cervical.

Tratamento

O tratamento mais comum para o controle do bruxismo é feito através da ortopedia funcional dos maxilares, que trabalha através de estímulos neurais. Para isso, é necessário o uso de aparelhos que reposicionam a língua, os maxilares e isso faz com que a boca retome sua “postura” e função fisiológica. O aparelho também tem a função de levar os músculos da face a um estado de relaxamento lenta e gradualmente e precisa ser usado 24h por dia.

Outra forma de prevenir os efeitos nocivos do bruxismo é com o auxílio de uma placa interoclusal, de resina acrílica, capaz de proteger o atrito entre os dentes durante as crises noturnas. Ela também ajuda a distribuir a força do músculo igualmente para todos os dentes e não faz com que o ranger prejudique um ou outro dente que esteja mal posicionado.

Associado a esses dois tratamentos, um acompanhamento psicológico, para descobrir a causa de possíveis estresses, problemas psicológicos, tensões emocionais e etc ajuda no controle do problema.

Share on Google Plus

About Faça Fisioterapia

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.
    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários:

Postar um comentário